Aprenda como aplicar RPA nos negócios

RPA

Aprenda como aplicar RPA nos negócios

Saiba mais sobre RPA e como pode ser aplicado no seu negócio

RPA é uma tecnologia que ganhou notoriedade na última década e pode aumentar a competitividade empresarial drasticamente. Mas, para isso, você precisa compreender  como esta tecnologia permite que você eleve a automação à novos patamares na sua equipe e empresa.

Uma das soluções tecnológicas mais buscadas e adotadas atualmente por grandes empresas é o RPA (Robotic Process Automation), basicamente, é uma espécie de software que imita ações de profissionais, como se fosse uma pessoa realizando tarefas do dia a dia, mas de forma automatizada. Consequentemente, o RPA permite forte redução de custos operacionais e aceleração dos processos de negócios, ou seja, mais eficiência e produtividade.

Não à toa, a popularização dos benefícios do RPA produziu aumento de mercado acima de  68% apenas em 2018, segundo dados da Gartner. Com esse crescimento expressivo, a empresa também reforça que este mercado pode superar US$ 1 bilhão (algo aproximado em R$ 5,360 bilhões). Cada vez mais empresas, grandes, médias e pequenas estão em busca de soluções com tecnologia RPA.

Assim como a Revolução Industrial aumentou significativamente a produção mundial, o novo modelo de automatização de negócios tem tudo para reinventar o mercado e tornar atividades complexas solucionáveis em poucos cliques.

Por conta dessa importância, nós da Zuri preparamos este conteúdo com as principais informações à respeito de RPA, seus benefícios e como ela pode ser aplicada ao seu negócio.

 

O que é RPA?

RPA significa Robotic Process Automation que pode ser traduzido como Automatização Robótica de Processos. Como o próprio nome sugere, ele serve para tornar processos internos automatizados por meio de softwares e robôs.

Ao implementar uma solução de RPA, a sua empresa pode contar com mão de obra robótica, isto é, um robô fica responsável por interpretar dados, enviar respostas pré-determinadas  e repassar informações adiante sobre processos concluídos, em trânsito ou atrasados.

Essas soluções são únicas e partem sempre da necessidade de cada empresa. Mas, muitas empresas construíram soluções “pré-moldadas” e as oferecem no mercado. Compreender seu processo de negócio, ou seja, sua necessidade, e então construir uma solução pode fazer toda a diferença.

Ou seja, você, gestor ou líder, pode determinar que a sua estratégia de RPA seja usada para reduzir a repetição de tarefas, tornar etapas de processos mais ágeis ou até prospectar uma quantidade maior de clientes. Tudo isso já é possível e acessível. A democratização da tecnologia trouxe uma série de opções acessíveis para que as empresas dos mais diversos segmentos e tamanhos possam tomar benefícios da automação em seus negócios. Mais resultados e menos esforços, ou, no mínimo, menos tarefas repetitivas.

 

Quais as vantagens do RPA?

O RPA traz uma vasta quantidade de vantagens para cada empresa, inclusive, vantagens diretamente relacionadas aos seus objetivos de negócio. Ao escolher a solução ideal de RPA, com certa frequência você perceberá vantagens que vão além das metas estabelecidas no projeto pontual. E isso tem sido discussão por vários CEOs ao redor do mundo, inclusive em fóruns da Gartner, Forrester e IDC, só para citar alguns importantes.

Entre as principais vantagens do RPA estão:

  • Minimiza erros;
  • Potencializa capacidade produtiva;
  • Amplia a qualidade dos serviços/produtos;
  • Torna os processos mais ágeis;
  • Permite alocar capacidade operacional sobressalente;
  • Aumenta a qualidade de dados da empresa;
  • Reduz gastos com retrabalho;
  • Diminui etapas dos processos;
  • Torna a jornada de trabalho mais produtiva.

Outra dúvida, também frequente, é sobre quais áreas do negócio o software de automação deve ser usado. Segundo a Gartner, empresas que são referência em tecnologia de automatização afirmam que o software de RPA pode ser adotado por qualquer área da empresa, sendo importante identificar quais os processos do negócio ou das equipes são mais críticos para os negócios, bem como quais destes processos requerem mais tarefas repetitivas. Afinal, RPA automatiza tarefas repetitivas.

A Gartner também aponta que, entre os principais setores empresariais que buscam RPA como uma alternativa para reduzir gastos operacionais estão:

  • Setores de TI;
  • Contabilidades e setores financeiros;
  • Operadores e produtores;
  • Serviços sob medida;
  • Recursos Humanos;
  • Indústria;
  • Engenharia;
  • Fábricas;
  • Educacional;
  • Compras;
  • Vendas;
  • Portuário e logístico.

Como o RPA pode ser aplicado nas empresas?

Atualmente, quase todos os tipos de processos podem ser automatizados, desde tarefas simples até complexas, e muitos destes processos podem ser realizados por robôs, ou seja, com tecnologia RPA.

A Walmart, por exemplo, viu que o RPA poderia automatizar alguns serviços e por isso implantou aproximadamente 500 robôs, responsáveis por responder questionamentos dos funcionários e recuperar dados úteis, tornando a empresa ainda mais produtiva.

Por outro lado, essas soluções não são exclusivas de grandes empresas. Pelo contrário, empresas médias que crescem rapidamente ou que precisam de resultados extraordinários investem em automação por saberem que a automação de processos é inerente da transformação digital. consequentemente, tornam as operações mais eficientes, menos custosas, mais velozes, com alta qualidade, controle e alto grau de gestão.

Para você se inspirar em como o RPA pode ser aplicado em sua empresa, segue alguns exemplos abaixo.

Diminua tempo de execução de processos operacionais

Você pode implementar um robô para reduzir o tempo necessário para realizar processos operacionais da sua empresa. Em vez de basear seus processos em séries de e-mails, planilhas e ligações telefônicas para coletar dados e criar relatórios, por exemplo, você pode contar com um robô que envia e intercepta os arquivos necessários para a etapa processual seguinte.

Prospecte mais clientes, realize mais negócios

Você pode implementar um robô que prospecte novos clientes a partir de especificações pré-determinadas, garantindo que vários e-mails sejam enviados ao longo dos dias para pessoas com um perfil próximo ao seu lead. Ou, ainda, você pode usar um robô para analisar sua base de dados de clientes para identificar padrões comportamentais e, então, identificar novas oportunidades dentro da sua base de clientes existente (com técnicas de cross-selling e up-selling) e prospectar novos clientes com base nesta inteligência ou novos insights recém-descobertos com ajuda do robô.

Padronize conteúdo com mais facilidade para aumentar a inteligência de negócios

Um robô pode ficar responsável por separar e organizar informações relevantes ou não para a tomada de decisão da sua empresa. Com isso, você padroniza o seu conteúdo e permite que dados relevantes possam ser consultados posteriormente.

Reduza gastos

Gastos com programas e soluções de baixa complexidade podem ser descartados ao implementar um robô capaz de suprir toda a necessidade. A partir disso, a sua empresa passa a contar com a redução de gastos, podendo alocar a verba para outras áreas. Adicionalmente, pode-se minimizar as despesas com recursos humanos em tarefas repetitivas. Primeiramente você salvará dinheiro que seria alocado nestas pessoas, substituindo esta mão-de-obra por robôs. Em seguida, ainda pode usufruir deste capital intelectual para tarefas de maior valor agregado, atuando em projetos mais estratégicos, seja para gerar mais receitas ou diminuir ainda mais os gastos da empresa.

Mapeie e localize gargalos logísticos

Uma das possibilidades do RPA é o mapeamento e identificação de gargalos logísticos. Isto é, você pode elaborar um robô que procure por atrasos e omissões processuais em setores diferentes.

Com isso, a sua empresa pode localizar as razões de atrasos em cada tipo de processo e pensar em uma alternativa.

Esses são apenas alguns exemplos do que o RPA pode fazer por sua empresa. Caso você precise de uma solução específica, fale com um especialista da Zuri!